A superioridade é dolorosa

A superioridade é dolorosa

Aceitar que a superioridade existe é considerar que
seu oposto, a inferioridade, também alardeia. Será
que isso é factível? Colocar como melhor ou pior é
esmagar a capacidade de sermos diferentes, pois há
uma ambição humana que nos leva a quer igualar-se ao
que considerando superiores e nem precisando levar o
pensamento muito adiante podemos perceber que a
capacidade de ser diferente enriquece o meio em que
vivemos, o enche de possibilidades e descobertas. A
diante vemos que a superioridade é dolorosa, nos
transtorna com as equiparações que provoca e faz
tudo isso sem necessariamente existir, mas sendo
perigosamente criada.
COMPARTILHAR