Do dito ao feito há muita distância

Do dito ao feito há muita distância

Sabe aquela máxima popular onde diz que dizemos para
alguém fazer o que falamos e não o que fazemos?
Funciona mais ou menos assim. Às vezes juramos,
profanamos, maldizemos e não fazemos metade do que
dizemos. Por um lado, isso é muito bom, pois
evitamos momentos de mal gosto e energia negativa
nos absorvendo a partir da raiva e do rancor. Por
outro lado, também é ruim porque algumas pessoas têm
a mania errada de acumular energia pesada. Do dito
ao feito há uma distância imensa e devemos sempre
levar em consideração esse espaço para analisar se o
que estamos fazendo é bom ou ruim para nossos dias.
COMPARTILHAR